Categorias: Biblioteca, Gratuito, Teatro

No mês das crianças, a Biblioteca Mário de Andrade traz duas peças do repertório da Cia. das Cores, TICO-TICO e CHIQUINHA GONZAGA, A MENINA FACEIRA

Duas peças integram a programação de teatro infantil da Biblioteca Mário de Andrade nos domingos de outubro; “Chiquinha Gonzaga, a menina faceira” e “Tico-Tico”. A Cia. das cores destaca-se na cena teatral voltada para o público infantil pela criação em grupo, a pesquisa de construção de bonecos e objetos sonoros, com diversos materiais, e o desenvolvimento de técnicas de animação criadas a partir de técnicas tradicionais, como a manipulação direta, o phantom, o fantoche, o boneco de vara e o  homem-palco.

“Tico-tico”, que estreou no início deste ano, recebeu a indicação a menção especial de produção e arranjo musical pelo Prêmio São Paulo de teatro para a infância e juventude.

 

A música “Tico-tico no fubá”, de Zequinha de Abreu, mais conhecida na voz de Carmem Miranda, foi inspiração do enredo da peça. “Tico-tico” é um espetáculo com música, canto, atores e bonecos, e que conta de forma lúdica e poética um dia da costureira Aurora em meio ao seu trabalho rotineiro e o seu sonho de criança.

 

A dramaturgia foi desenvolvida a partir da livre adaptação da letra da música “Tico-tico no fubá” de Zequinha de Abreu, que comemorou seu centenário de criação no ano de 2017, aliado à figura icônica e singular de uma das maiores intérpretes dessa canção, Carmem Miranda, que também é inspiração da protagonista Aurora, que sonha um dia ser como ela.

 

O enredo ainda faz referência ao conto “A menina e o pássaro” de Rubem Alves, que traz o argumento de que ao prender um pássaro, a menina prende sua própria liberdade, sua criatividade e capacidade imaginativa. Assim, espelhando-se na sua infância, Aurora só se sentirá livre como um pássaro e tão empoderada quanto Carmem quando deixar as asas de sua imaginação fluir.

A encenação agrega três espaços distintos, o ateliê, o estúdio da rádio e os momentos oníricos com bonecos. O pássaro Tico-tico representa a infância da protagonista Aurora com sua liberdade e criatividade. No tempo presente ele vem para aguçar a imaginação de Aurora e no tempo passado ele é a memória alegre e brincante. É representado por bonecos de diferentes técnicas: pássaro em três partes, pássaro nas varetas e pássaro que tem uma parte que é instrumento.

As técnicas de animação utilizadas são: panthom (o personagem é composto pelo rosto do ator e o corpo do boneco) e bonecos instrumento (tem um instrumento como parte do corpo), objetos sonoros e manipulação direta.

 

“Chiquinha Gonzaga, a menina faceira” é um espetáculo com música ao vivo (pianeiro), canto, atores e bonecos e conta algumas facetas da vida da compositora carioca Chiquinha Gonzaga (1847-1935) a partir de suas músicas. Os vendedores chegam, com seus carrinhos percussivos, ofertando suas mercadorias e suas brincadeiras, o que remete diretamente à paisagem sonora das ruas do Rio de Janeiro no início do Século XX. Tais personagens desafiam-se a contar sobre Chiquinha utilizando três  bonecos pelos quais  cenas são estruturadas: Chica-Menina, Chica-Moça e Chica-Senhora.

A partir desse desafio, surgem momentos líricos e cômicos a Chica-menina, que brinca com a lua e com as notas musicais; a Chica-moça, que tenta pegar uma galinha porém  se envolve numa coreografia; a Chica-senhora, que gosta de relembrar cenas de sua vida, entre outras. Utilizando-se de algumas técnicas de manipulação, entre elas: Boneco baqueta (construído a partir de baquetas), Phantom, (mescla mãos e rosto do  ator e o corpo do boneco),  Mamulengo  e Manipulação direta. A ambientação cenográfica fará alusão a uma rua e calçada com postes de iluminação. A trilha sonora é composta por quinze canções de Chiquinha Gonzaga e será executada ao vivo por um pianista.

 

Serviço Passeios Kids:

Apresentações

Sábado, dia 5 outubro – 11h – auditório – no Festival Mário de Andrade – CHIQUINHA GONZAGA, com piano, no auditório.

Domingo, dia 6 – TICO-TICO.

Domingo, dia 13 – CHIQUINHA GONZAGA, com piano, no auditório.

Domingo, dia 20 – TICO-TICO.

Domingo, dia 27 – CHIQUINHA GONZAGA, com piano, no auditório.

Auditório Rubens Borba de Moraes da Biblioteca Mário de Andrade.

Rua da Consolação, 94 – República. Tel. (11) 3775-0020

Peças nos dia 5, sábado e nos domingos 6, 13, 20 e 27 de outubro, sempre às 11h.

Duração: 50 minutos

Indicação etária: Livre

Acesso para portadores de necessidades especiais

Lotação: 170 lugares

As senhas começam a ser distribuídas uma hora antes.

Um ingresso por pessoa.

PROGRAMAÇÃO GRÁTIS

Publicidade