Categorias: Rio Grande do Norte, viagem

12 dias de sombra e água fresca em Natal com filho!

Por uma seguidora anônima

Voltamos de férias renovados. Foram dias de muito sol, praia e convivência familiar que fizeram milagre em nossas vidas…espero conseguir manter essa energia por um bom tempo, quem dera até as próximas férias, rs!

Ao todo foram 12 dias, 2 hospedagens diferentes e muitos restaurantes deliciosos. Soma-se a isso tudo pessoas interessantes e horas de nada fazer, apenas ouvir e observar as ondas do mar!

Começamos nossa viagem por Pipa, uma praia localizada no município de Tibau do Sul e que fica a 91,6km do Aeroporto Internacional de Natal (conforme me disse o Google, rs!).

Pipa é uma praia super badalada. A praia de Pipa, em si, é cheia de pedras, não é legal pra nadar, mas oferece muitas opções de hospedagem e tem uma noite super agitada com restaurantes, lojinhas para comprar as lembrancinhas da viagem, bares.

Segue abaixo lugares que considerei essenciais citar nesse post:

*Restaurante “O tal do escondidinho”: tivemos uma deliciosa experiência no restaurante. Comida típica nordestina com um toque de sofisticação, cardápio diferenciado e muito saboroso. Decoração e atendimento excelentes, preços acessíveis.

*Sorveteria “Real de 14”: todos os sorvetes são feitos artesanalmente e a matéria prima utilizada é super do bem, digamos assim. Segundo eles mesmos anunciam, os sorvetes são feitos com biomassa, açúcar demerara, ou seja, para os dias de hoje digamos que são politicamente corretos, rs!

Praia do Amor

A entrada fica na avenida principal de Pipa e o acesso se dá por uma escadaria de madeira. Ainda bem que o Murillo já anda sozinho, pois o acesso com carrinho de bebê é praticamente impossível, a escadaria é íngrime. Tivemos que ampará-lo na descida e na subida, mas deu tudo certo.

Lá de cima já é possível ver aquele mar maravilhoso, então a descida vale muito a pena. Lá embaixo a areia é branquinha, limpa e as barracas disponibilizam espreguiçadeiras, cadeiras, guarda sol e banheiro pra quem consumir pelo menos uma garrafinha de água.

Praia do Madeiro

É possível ver placas indicativas pra essa praia lá em Pipa, então não tem como errar. O acesso também se dá por uma escadaria de madeira, emaranhada entre lindas árvores, mas com muito mais degraus do que a Praia do Amor.

Várias barracas disponibilizam cadeiras e tudo mais, mas o diferencial é poder ver os golfinhos! Isso mesmo, basta ficar observando o mar que você vê as barbatanas deles numa distância bem próxima, é emocionante! Caso você seja adepto(a) dos esportes aquáticos, algumas empresas oferecem aluguel de stand up (meu marido e filho fizeram e adoraram!), caiaques e também é possível fazer um passeio de lancha pra ver os golfinhos bem de perto…eles costumam acompanhar as lanchas, dá pra filmar e tirar fotos.

Tibau do Sul

A cidade é bem tranquila, tem aquele ar interiorano…pessoas sentadas nas cadeiras em frente às casas acompanhando o movimento da rua, vimos até as crianças fazendo um desfile/ensaio da fanfarra da escola.

A praia é um encontro entre as águas da Lagoa Guaraíras e o mar, que forma uma imensa piscina natural, de águas calmas. Ideal para crianças. Há também a possibilidade de atravessar de balsa (com bugue ou carro 4X4 até o outro lado para passeio nas dunas) ou de lancha até a Lagoa Guaraíras.

Lá também há barracas com mesas/cadeiras e um cardápio com opções deliciosas, principalmente de peixes e frutos do mar.

Tibau do Sul nos proporcionou o pôr do sol mais lindo de Natal. Por mais clichê que seja, eu sou apaixonada por pôr do sol, então faço questão de registrá-lo.

Barra do Cunhaú

Localizada a 20km de Pipa, essa praia é extensa e linda demais!! Água com vários tons de verde, um mundão de areia pra quem gosta de caminhar a beira mar e muitas conchinhas de cores, tamanhos e formatos diferentes.

Ao sair da praia procuramos local pra almoçar e encontramos o Restaurante Solimar. O cardápio deles é diferenciado, comemos um mistão de peixe com camarão, uma delícia!! Sem contar que o restaurante oferece várias mesas, tanto dentro quanto pé na areia, e também tem parquinho para as crianças e slackline pra quem quiser se aventurar.

Antes de irmos embora ainda fomos até a praia, de fato…ficamos um tempão sentados na areia, vendo o pessoal praticar kitesurf, só fomos embora quando o sol estava se pondo. Muito bom!!

Baía Formosa – Praia Bacupari

Essa baía fica mais afastada de Natal, mas vale a pena conhecer. Como tínhamos alugado carro (em uma locadora de Natal mesmo), conseguimos conhecer várias praias sem a necessidade de contratar bugueiro.

Logo na chegada à cidade é possível avistar toda a baía, com vários barquinhos coloridos ancorados naquele mar verde esmeralda, que coisa linda de se ver!! Fomos abordados por vários bugueiros, oferecendo passeios, mas recusamos e descemos mais um pouco de carro pra termos acesso à praia. Ali no centrinho da cidade já é possível ter acesso a duas partes da praia, aquela que vimos lá de cima, onde os barcos ficam ancorados (lado esquerdo), e do outro lado um trecho onde o mar é bem bravo, mais apropriada aos surfistas (lado direito). Perguntamos a alguns moradores e ficamos sabendo da praia Bacupari, ali pertinho, 10 minutos.

A praia não é tão tranquila, o mar continua bravo, mas é muito bonita!! Lá encontramos o Restaurante Luz de Candieiros. Ele é simples, mas oferece mesas em um mezanino de madeira, que fica ao nível da rua. É possível também descer as escadas e ficar nas mesas à beira mar. Nesse restaurante nós experimentamos a comida mais bem temperada de Natal, nada além de arroz, feijão verde, macaxeira bem fritinha e um peixe muito bem temperado. A decoração do restaurante é super criativa e regional, os banheiros muito limpos e cheirosos, atendimento bom e preço acessível.

Ponta do Pirambu – Day use

Antes de nos despedirmos de Pipa, passamos o dia nesse day use que nos foi indicado por um colega. A infraestrutura do local é excelente: piscina com borda infinita de frente para o mar, cercada por decks de madeira com mesas, espreguiçadeiras, banheiros de acesso fácil e muito limpos, restaurante, chuveiro de água doce.

Passamos um dia delicioso em família, o restaurante oferece pratos saborosos e sofisticados por um preço razoável. Excelente custo benefício, ainda dá acesso à praia quase deserta. Ao final do dia, fomos presenteados com um lindo arco-íris…

Chegando em Ponta Negra, pegamos um mapinha e vimos que essa segunda parte da viagem não seria menos animada…muitas praias a conhecer, que delícia!!

Lagoa Arituba

Incrível a variedade de cores, tons de verde e azul que encontramos em cada praia/lagoa de Natal. A Lagoa de Arituba já surpreende logo na chegada…água cristalina e mais clara na beirada. Quando fica mais profunda, o tom de verde é mais escuro.

Diversão garantida pra quem gosta dos esportes aquáticos: caiaque, pedalinho e cama elástica. Meu marido andou de caiaque e tivemos que andar de pedalinho com o pequeno, esse último foi sofrido, hein?? A gente pedalava, pedalava, e o vento nos levava pra onde queria, hahahahaha…foi um momento de malhação durante a viagem, que dureza pra conseguirmos voltar ao ponto de partida e devolver o bendito patinho!!

Camurupim

Esta praia tem uma parede extensa formada por arrecifes, então a água que passa por esses arrecifes forma uma piscina natural bem tranquila. Lá também tem stand up, mas como o mar ali não tem muita profundidade, não achamos interessante alugar. Com o passar das horas, a maré vai subindo e a faixa de areia foi invadida pela água, fazendo com que a gente subisse pro deck do restaurante. Aproveitamos a oportunidade pra almoçar e experimentar a autêntica moqueca potiguar, bem gostosa!!

Praia de Maracajau – Manoa Park

Entramos em contato com um casal que conhecíamos só virtualmente (ele trabalha com o meu marido) e eles nos convidaram para conhecer o Manoa Park, que fica na Praia de Maracajau. A entrada no parque custa R$ 54 (adulto) e crianças abaixo de 1m de altura não pagam. É um parque bem arrumadinho…não oferece tantas atrações ou é tão grande quanto o Beach Park, inclusive para os adultos, mas nosso filho se divertiu em tobogãs infantis, barco pirata que espirra água, pudemos ir com ele em algumas atrações familiares e eu até me aventurei em um outro tobogã destinado aos adultos. Além de porções, petiscos e bebidas servidos por garçons nas mesas, é possível fazer a refeição no restaurante self service a um preço acessível.

Antes de irmos embora, fomos conhecer a praia de Maracajau, que é bonita, mas não se compara às demais que havíamos conhecido até ali. Desse dia eu vou ficar devendo fotos, mas é possível encontrar o Manoa no Google. Algumas agências também oferece passeio de barco/mergulho para Maracajau.

Passeio de bugue – Genipabu

Nós já tínhamos feito esse passeio da outra vez, quando estivemos em Natal, mas quisemos fazê-lo de novo para o nosso filho ter a experiência. Quando se faz esse passeio pela segunda vez, e principalmente sem muita emoção (por estarmos com criança), ele já não tem tanto encanto quanto da primeira. O bugueiro passa por várias praias, lagoas, pára em algumas dunas para tirarmos fotos das piscinas naturais (às quais não podemos ter acesso), quem quiser pode andar de jegue, dromedário, fazer “esquibunda”, “aerobunda” (tirolesa de cadeirinha – nós fizemos e foi uma delícia!). Na hora do almoço o bugueiro parou em uma praia, você pode almoçar se quiser e depois retornar pra cidade.

Natal não é só praia, lagoa, areia. Existem outros passeios interessantes pela cidade que valem a pena conferir, ainda mais se você estiver viajando com criança.

Centro de Lançamento da Barreira do Inferno

“O Centro de Lançamento da Barreira do Inferno é uma base da Força Aérea Brasileira para lançamentos de foguetes. Fundada em 1965, se tornou a primeira base aérea de foguetes da América do Sul.”(Wikipedia)

Peguei essa definição na Internet, mas lá você encontra algumas réplicas de foguetes e aviões para tirar fotos e dentro do prédio há também roupas de astronautas expostas para mais fotos, rs! Meu filho adora helicópteros, foguetes, aviões e curtiu o passeio.

Parque das Dunas

O Parque das Dunas é considerado o segundo maior parque urbano do Brasil (superado apenas pela Floresta da Tijuca, no Rio de Janeiro). Muito arborizado, possui diversas mesas de alvenaria para a realização de piqueniques. Curioso como o pessoal utiliza essas mesas para realizar autênticas festas de aniversário infantis dentro do parque, com direito a decoração sofisticada, comes e bebes.

Vimos muitos aniversários sendo realizados naquele dia, era final de semana, e muitos convidados…a vantagem é que o parque tem muitos playgrounds, então tem balança e escorrega pra todos os convidados.

Restaurante Mangá

Esse restaurante é super famoso e tradicional em Natal não só pela culinária, mas também pela decoração regional e ótimo atendimento. O buffet é self service, mas prepare-se pra levar uns 15 minutos na escolha do que comer, afinal as opções são infinitas e nós comemos primeiro com os olhos, né?? Muita comida nordestina, peixes, carnes, frutos do mar, risotos, feijão de corda e muito queijo coalho!!

Enfim, foram 12 dias aqui contados através dos principais fatos e fotos do que a gente achou mais interessante nesse segunda ida a Natal. Todos os hotéis, pousadas e hostels de Natal estão preparados para fornecer a vocês as coordenadas das praias, lagoas e pontos turísticos. Eles também costumam disponibilizar mapinhas na recepção e, em último caso, converse com nosso amigo Google, rs!!

Publicidade