Tegra – Caminhos da Lapa
destaque
13/10/2017
Experiência: Nosso dia no Kidzania

Experiência: Nosso dia no Kidzania

Enfim Juju fez 4 anos e pudemos conhecer o famoso parque de São Paulo, o Kidzania.

Estudamos demais antes de ir, lemos todo tipo de experiência que as pessoas tiveram no local, nos preparamos e partimos para curtir um dia inteirinho no parque.

O Kidzania é um parque temático com mais de 60 profissões diferentes, com réplicas dos estabelecimentos mais representativos de uma cidade real: aeroporto, fábricas, teatro, lojas, polícia, bombeiro, imprensa, hospital, estúdio de TV e rádio, entre tantos outros.

Chegamos às 12h em ponto, que é a hora que o parque abriu no dia, afinal não queríamos perder absolutamente nenhum minuto. Ao entrar fomos surpreendidos com uma mini cidade e seus cidadãos cantando o hino dela.

Quando o hino encerrou percebemos crianças correndo para todos os lados, cada uma a procura de sua atração favorita e foi quando avistamos um pequeno hospital. Sempre ouvi falar que o Kidzania era um parque com muita fila, então já corri para ele, que era a atração mais próxima e montei um roteiro dali em diante.

É importante dizer que antes de entrar no parque a criança recebe um cheque que precisa ser descontado no pequena agência Bradesco da Cidade. Todas as atrações lidam com dinheiro. Em algumas as crianças recebem por trabalhar e em outras elas pagam para fazer cursos.

O Hospital

Existem algumas possibilidades diferentes de brincadeiras dentro do hospital e optamos por duas delas. Na primeira a Juju aprendeu primeiros socorros e embarcou em uma aventura dentro de  uma mini-ambulância de verdade para fazer o resgate de uma criança que estava caída no centro da pequena cidade. Na segunda atividade ela pode aprender a ser uma berçarista e cuidar de bebês (ela pirou!).

Corpo de Bombeiros

A próxima atração – e uma das mais divertidas segundo a Juju – foi o Corpo de Bombeiros. Nesta atividade ela assistiu uma breve aula sobre a profissão e partiu marchando e gritando o hino dos bombeiros pela cidade até se deparar com um prédio “em chamas”. E não é que havia um hotel simulando estar em chamas onde as crianças miravam pistolas de água (de verdade) e o pseudo fogo apagava? Nos divertimos demais (ela brincando e nós apenas assistindo).

Normalmente há um caminhão de bombeiro, mas na data ele estava em manutenção.

Escola de Teatro Hitz

Na sequência Juju resolveu aprender alguns passos na escola de dança. Lá ela teve uma aula rápida, ganhou figurino e, junto com outras cinco crianças, fez uma apresentação no centro da cidade.

Até então todas essas atrações foram dando dinheiro para ela, o que a fez juntar e querer gastar.

Passamos no Bradesco, onde ela pode descontar seu cheque e fomos fazer cursos na parte superior do parque.

Lá ela pode fazer três oficinas: uma aula de Pizzaiola, com a Pizzaria 1900, na Fábrica de Sucos e na Escola de Gastronomia. O legal dessas atividades é que no final as crianças podem comer e beber o que fizeram, por isso a dica é aproveitar para deixar a criança fazer essas atividades quando estiver com fome. Ao lado da oficina de pizza há uma 1900 para os pais poderem comer enquanto aguardam. É possível também comprar suco natural e saladas no local.

Após as três atividades nós voltamos para a parte inferior do parque e a Juju escolheu ser policial.

Academia de Polícia

Neste “trabalho” ela ganhou colete e boné, teve uma breve apresentação da profissão e partiu para uma ronda pelo parque. Há um beco na área comercial e lá ela e outras crianças tinham que avisar aos pais que a presença deles era proibida: Apenas crianças no beco, por favor! Era isso que elas tinham que falar a todos, até que não houvesse mais nenhum pai no local.

Loja de Departamento

A última atração escolhida do dia foi a Loja de Departamento, onde ela tinha que contar a quantidade de cada produto, fazendo o inventário da loja. Percebemos que nesta atração ela ficou mais dispersa e não foi muito divertida, mas mesmo assim ela disse no final que curtiu.

Tempo de espera nas filas

Acho que tivemos a maior sorte do mundo porque fomos em um domingo onde o parque estava super tranquilo. A fila é praticamente inevitável porque as atrações duram em média 25 minutos cada, então todas as vezes que íamos em busca do próximo brinquedo tínhamos que aguardar um tempinho. Porém em nenhum momento tivemos que aguardar mais do que os próprios 25 minutos.

Apesar da demora a proposta é bem interessante porque proporciona às crianças maior interação com as atividades. Pudemos observar que todas, inclusive a Juju, realmente mergulham na experiência e vivenciam cada profissão intensamente.

Alimentação

Como o parque abriu às 12h, fomos até o shopping e almoçamos antes de entrar. Porém agora que já conhecemos, uma dica válida é entrar no parque e partir para a 1900. A criança irá comer a pizza que faz enquanto os pais almoçam ao lado (claro que se a família estiver disposta a comer pizza ou salada e a criança só terá a opção de comer pizza).

No parque há também um Burguer King e uma lanchonete com salgados, sorvetes da Dilleto e doces.

E para os pais, o que tem?

Nada, é um dia para ver o filho se divertir. Na maioria das atrações há bancos na parte de fora. Os pais acompanham pelo vidro a atração e quando as crianças se aventuram pelo parque nós podemos acompanhar caminhando atrás e apenas assistindo. O legal é que você pode acabar fazendo amizades com os outros pais que aguardam e compartilhando experiências.

O Kidzania é extramamente limpo, organizado e preservado. Observamos bastante os monitores (ouvimos alguns relatos de pessoas se queixando deles) e percebemos que alguns são mais e outros menos envolvidos e empolgados com a atividade. Porém não observamos nada muito fora do comum. Destaque para o monitor da Fábrica de Sucos, ele era divertido demais!

Atividades para os pequenos (menores de 4 anos)

Na parte superior há dois espaços para menores de 4 anos com brinquedos de encaixe, massinha, entre outros. Não é um parque que vale a pena para os menorzinhos, porém quem tem dois filhos – e um deles é ainda pequeno – tem a opção de levá-lo para curtir esses espaços.

Ponto de vista da Juju: com certeza foi uma experiência incrível, pois ela saiu saltitante. Os favoritos foram o curso de bombeiro, andar de ambulância e ser berçarista. No dia seguinte ela falou que queria muito voltar com a Lulu. Agora estamos aguardando ela também fazer 4 anos para a próxima aventura no local.

O Kidzania não é um parque barato, porém apresenta ótimo custo x benefício e lá dentro é possível não gastar nada, afinal algumas atrações oferecem comidas.

Comentamos apenas a respeito das atividades que participamos, mas há diversas outras (como citamos no início da matéria) e mesmo em um dia de parque vazio é impossível fazer tudo.

Vimos várias festas acontecendo no parque e essa é uma ótima dica. Algumas mães fizeram camisetas personalizadas ex: 4 anos da Juju. Ao fazer a festa no parque os pequenos convidados podem curtir as atrações e em determinado momento são chamados para um salão particular para o parabéns. A dica é fazer a festa para maiores de 7 anos (que é uma idade onde eles já têm mais autonomia e podem andar sozinhos pelo parque).

 

Serviço Passeios Kids:

Endereço: Av. Rebouças, 3970, São Paulo – SP – Shopping Eldorado – 2º Subsolo

Dias e horários: Terça a Sexta – 10h às 16h30 | Sábado, Domingo e Feriado – 12h às 18h30

Valor: R$60 a R$120 (criança) | R$50 (adulto) – Valores de outubro de 2017

Clique aqui para consultar o calendário e valores atualizados

Classificação: a partir de 4 anos

Estacionamento: Dentro do próprio Shopping Eldorado

Experiência: Nosso dia no Kidzania
Avalie este post
Tegra – Caminhos da Lapa

Leia também

Faça este blog ser ainda melhor, escreva seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa newsletter!

Faça sua festa com a Anima Brasil

Tags